15 de maio de 2009

O QUE FAZ O YOGA



Yoga escreve-se com y e pronuncia-se o o fechado: yoga (iôga).
O principal objetivo da prática é alcançar a iluminação, mas como? Acredito que o yoga realmente constitui-se num sistema de técnicas que podem levar o homem dedicado a este fim. Em determinado momento, de uma maneira natural acontece uma nova tomada de consciência e ele passa a ver a vida e a vivê-la sob um novo prisma, tendo uma nova atitude perante o mundo que o cerca.
Esta luz ilumina o que está dentro, oculto ou esquecido: sua essência, seu eixo norteador, Deus dentro do seu próprio ser, chegando à consciência e percebendo que a realidade é ilusória e que se vive num mundo tentador, sedutor, com valores distorcidos, onde reina o egoísmo, a vaidade e o orgulho, é o mundo do ego. Só parando, interiorizando-se e escutando a sua voz interior é que o homem consegue esta harmonização com o seu ser interno, todo seu potencial latente vem à tona, mágoas, ressentimentos, medos afloram e vão embora, depois de fazer esta conexão ele não viverá tão influenciado pelos estímulos externos, às opiniões alheias, ele se manterá tranqüilo e seguirá sua intuição...
Deus está dentro do ser e o seu corpo é seu templo, é vital cuidar bem dele, por isso a importância do yoga que, com a regularidade da prática eleva a auto-estima do aluno, que adquire autoconfiança em sua vida cotidiana.
Também importante ressaltar o seu desenvolvimento espiritual que, com o tempo, passará a rejeitar o que não lhe faz bem, buscará o equilíbrio em sua vida, através do auto-conhecimento se tornará um ser consciente de si e do que deve “trabalhar” para ser um ser humano mais humano e coerente.
Infelizmente o yoga se tornou modismo por culpa de pessoas inescrupulosas que abrem uma sala e dão aulas sem estarem preparados para tal, simplesmente para ganhar dinheiro e por pessoas que querem fazer tal prática porque estão ansiosas para modelar o corpo ou satisfazer a vaidade intelectual na busca do conhecimento apenas.
O bom professor não deve deixar-se levar pela vaidade, pela ganância e querer ser o mestre, aquele que faz posturas difíceis que só ele faz. Por causa deles, pessoas somem das aulas, ou se machucam, ou têm uma visão errônea do que é yoga.
Acredito que o bom professor sela aquele que passou pelo seu processo de auto-conhecimento, que se dedicou ao estudo e a prática e tem plena consciência de sua responsabilidade ao ensinar as técnicas aos outros para que adquiram seu auto-conhecimento.
Patrícia Melo

Share/Bookmark

Nenhum comentário: