15 de maio de 2009

VEDANTA



Vedanta é uma das seis DARSANAS, ou seja, filosofia indiana que diz respeito ao final dos Vedas, estudando-os e também as Upanishads e o Bhagavad Gita. Vedanta diz que o homem alcança a iluminação através do conhecimento, fazendo uso da lógica e através das palavras vai esmiuçando o que é limitado e palpável até chegar ao ilimitado, ao Absoluto para que o homem perceba que ele já é, ele tem o Absoluto dentro de si, não precisa procurar fora o que já está dentro dele.
O Vedanta diz que o homem vive constantemente rodeado de apelos materiais pois ele vive na terra e tem suas necessidades materiais mas que se o homem só se preocupar em satisfazer suas necessidades de prazer e segurança ele se sentirá vazio, então deve-se voltar à busca do conhecimento e questionar quem ele é, do que realmente ele precisa.
O vedanta é um meio onde o homem reconhece o seu ser, a sua essência, através das palavras.
Tanto Vedanta como yoga dizem que Deus ou o Absoluto está dentro do homem, que é sua essência e que ele se esquece disso, em função da vida moderna que vive, com tanta correria, competição e tudo mais... O homem é parte do universo, é permeado por ele, a divindade e a potencialidade de um ser pleno estão dentro dele, basta acreditar, basta conectar, seja através da vedanta ou do yoga ou outro caminho qualquer, o que importa é que o homem perceba que ele é temporário menos sua consciência que é eterna, que tudo na vida passa e ele também passa... Que a vida material é cheia de problemas e que a felicidade é passageira como o sofrimento também... O homem deve procurar desapegar-se das emoções negativas e positivas, pois tudo passa...
Vedanta utiliza os termos Brahman para o Absoluto, Atman, para a alma de cada um, Maya para as ilusões da matéria e Moksha para a libertação do sofrimento causado pela ignorância.

Patrícia Melo

Share/Bookmark

Nenhum comentário: