28 de agosto de 2009

Quando desaparece o silêncio de Deus


Quando voce entra em silêncio,
desaparece o silêncio de Deus.
As sensações, despejadas para dentro pelos nervos sensórios,
mantêm a mente cheia de miríades de pensamentos ruidosos,
de modo que toda a atenção se volta para os sentidos.
A voz de Deus, porém, é silêncio.
Só quando cessam os pensamentos é que
se pode ouvir a voz de Deus,
comunicando-se por meio do silêncio da intuíção.
Esse é o meio de expressão de Deus.
Quando você entra em silêncio
desaparece o silêncio de Deus.
Ele lhe fala por meio de sua intuição.
Para a pessoa cuja consciência está interiormente unida a Deus,
é desnecessária uma resposta audível Dele:
pensamentos intuitivos e visões verdadeiras
se constituem a voz de Deus.
Deus está conosco o tempo todo, falando conosco,
mas Sua voz é abafada pelo ruído de nossos pensamentos.
Ele tem estado sempre próximo,
nós é que nos afastamos da consciência Dele.
A despeito da nossa indiferença,
Deus nos ama e sempre nos amará.
Para sabermos isto,
precisamos retirar nossos pensamentos das sensações
e ficar interiormente silênciosos.
Silenciar os pensamentos significa sintonizá-los com Deus.
É então que se inicia a verdadeira oração.
Paramahansa Yogananda

Share/Bookmark

Nenhum comentário: