30 de setembro de 2009

NERVOSISMO


Aquele que é naturalmente calmo não perde seu sentido de raciocínio, de justiça ou de humor, sejam quais forem as circunstâncias (...) Ele não envenena os tecidos de seu corpo com ira ou temor, que afetam a circulação de maneira adversa. É fato comprovado que o leite da mãe enraivecida pode ter feitos perniciosos em seu filho. Que prova mais contundente poderíamos querer que emoções violentas acabam por reduzir o corpo a uma ruína ognominiosa?
Demorar-se, com indulgência, em pensamentos de raiva, melancolia, remorsos, inveja, tristeza, ódio, descontentamento ou preocupação, o tempo todo, e a falta de condições para uma vida nrmal e feliz - tais como alimentação correta, exercícios físicos adequados, ar puro, sol, trabalho agradável e um propósito na vida - originam moléstias nervosas.
A excitação perturba o equilíbrio nervoso, enviando energia excessiva a algumas partes do corpo em detrimento de outras, que não recebem sua quota normal. Essa falha na distribuição adequada da força nervosa é a causa única do nervosismo.

Técnica para relaxamento do corpo
Retese com vontade: pelo comando da vontade, dirija a energia vital (mediante o processo de tensão) para inundar o corpo ou alguma parte do corpo. Sinta a energia vibrando ali, energizando e revitalizando.
Relaxe e sinta: relaxe a tensão e sinta o formigamento reconfortante da nova vida e da nova vitalidade na área recarregada.
Sinta que você não é o corpo; você é essa vida que sustenta o corpo. 
Sinta a paz, a liberdade, o crescente dispertar de consciência que vem com a calma produzida pela prática dessa técnica.
Paramahansa Yogananda, in
Onde existe luz

Share/Bookmark

3 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Realmente, a ira é o veneno do corpo e da alma, relaxar é o melhor remédio. Adorei o post.
Beijos

Fabiano Mayrink disse...

gerande ensinamento!...

AMRITA PAKI disse...

Muito lindo seu blog. Estarei visitando-o mais vezes. Obrigada por sua visita no meu "Encontro com Mestres Notáveis"(http://blogdapaki.blogspot.com/).
Namastê!