2 de outubro de 2009

Autoconfiança

Ser virtuoso dá confiança ao eu. Autoconfiança inspira a confiança dos outros. Quando um grupo de indivíduos têm confiança em si mesmo, e uns nos outros, existe o potencial para aquisições significativas e duradouras. Autoconfiança não significa mergulhar em empreendimentos sem haver se precavido completamente e sem pensar nas conseqüências. Entusiasmo por si só pode ser perigoso, mas quando é acompanhado de equilíbrio mental e estado de alerta, mesmo tarefas que de outra forma seriam difíceis tornam-se fáceis de completar.
Posso ter autoconfiança quando experimento meu estado natural e original de consciência de alma. Sou o ser imperecível e luminoso localizado na testa deste corpo, o mestre dos órgãos dos sentidos, dos pensamentos, das emoções - o criador de minha própria personalidade.
Quando estou firmemente ancorado nesta consciência, sou naturalmente autoconfiante e ainda assim livre de arrogância. Minhas qualidades naturais de amor, paz, felicidade, pureza e conhecimento, bem como meus poderes originais de bom julgamento e clareza, estão prontamente disponíveis. Tenho poder para controlar minhas ações e, portanto, tenho a segurança de que posso contar comigo mesmo em qualquer situação.
Nesta percepção, também estou consciente de meu Pai, Professor e Guia Eterno. Suas instruções e conselhos estão disponíveis para manter-me livre de erros e me dão segurança para agir de uma forma pura e benéfica para todos. Minha autoconfiança é perdida quando me esqueço de quem sou, quando me esqueço Dele e quando não sigo o caminho fácil que Ele traçou para manter-me fora do caminho de prejuízo e dano. Estar em contato com minha própria bondade traz fé em mim mesmo, relembra-me de minha dignidade verdadeira, meu destino elevado e o alto valor de minha vida. Quando estou prestando atenção ao eu, empenhando-me para alcançar a perfeição e para preencher-me com Seu amor que me foi dado para servir aos outros, permaneço livre de insegurança. Autoconfiança é meu direito de nascimento.
* Extraído do livro "As Virtudes Divinas”, de Kiran Coyote, publicado pela Editora Brahma Kumaris 
Fonte: http://www.bkwsu.org/brazil/audio_e_textos/virtudes_e_poderes/autoconfianca

Share/Bookmark

Um comentário:

Alma inquieta disse...

É verdade,

ser virtuoso e agir dentro da verdade dá-nos muita auto-confiança, porque nos deixa a consciência tranquila!