12 de outubro de 2009

A liberação do eu espiritual

Seu eu espiritual  não pode ser liberado se você não aprender a viver todos os seus sentimentos e se não aceitar cada parte do seu ser, por mais destrutiva que possa ser agora. Por mais negativa, mesquinha, fútil ou egoísta que alguma parte de sua personalidade possa ser - em constraste com outras, mais desenvolvidas - é absolutamente necessário que todos os aspectos do seu ser sejam aceitos e trabalhados. Nenhum aspecto deve ser omitido ou encoberto na esperança presunçosa de que não interessará e de que de algum modo se dissipará. Mas, meus amigos, interessa. Nada do que está em você é desprovido de força. Por mais recôndito que um aspecto sombrio possa estar, ele cria condições de vida que você deve deplorar. Este é um dos motivos pelos quais você deve aprender a aceitar os aspectos negativamente criativos em você. Outro motivo é que por mais destrutivo, cruel e mau que possa ser, cada aspecto de energia e consciência é ao mesmo tempo belo e positivo em sua essência original. As distorções devem ser novamente transformadas em sua essência original. A energia e a consciência terão condições de tornar-se novamente fatores positivos de criação somente quando a luz do conhecimento e a intencionalidade positiva se concentrarem sobre elas. Se você não fizer isso, não poderá penetrar em seu âmago criador.
Eva Pierrakos, in
O caminho da autotransformação
Share/Bookmark

4 comentários:

Felicidade disse...

Adorei o seu blogue, é de uma calma extrema, senti-me tão bem em ler o que tem aqui e ainda não vi tudo... parabens!!!
Bjo

alegria de viver disse...

Querida
A libertação do eu espiritual é um pouco complexa demoramos para termos essa consciência.
Com muito carinho BJS.

Antonio Caldas Coni Neto disse...

Belo texto que reforça a necessidade de autoacaitação.
Namaste

NOVA TERRA disse...

Acabo de postar uma mensagem de Mãe Maria sobre o EU ESPIRITUAL. Fiquei encantada com a imagem que usou nesta sua postagem. Tomei a liberdade de usar a mesma. Espero que não se importe. Namastê.