24 de outubro de 2009

Relaxamento muscular e concentração


Todos os espiritualistas falam em concentração e pretendem praticá-la. Tal estado, porém, demanda condições físicas que nem todos são capazes de dispor.
A técnica da concentração está estritamente ligada ao relaxamento muscular e este, será tanto mais eficiente quanto mais for  conhecida a situação e ação dos músculos. Para que uma pessoa se concentre conscientemente, é de grande valor o conhecimento de certas noções de anatomia.
Sabemos que os músculos são órgãos dotados da propriedade de se contrair. Esta propriedade, útil ao movimento e ao exercício, deve estar abolida nos momentos de concentração. Dividem-se os músculos de um modo geral, em dois grupos: vermelhos, estriados, voluntários ou da vida animal; e brancos, lisos, involuntários ou da  vida vegetativa. São inervados por sistemas diferentes e correspondem a diferentes funções no conjunto do organismo humano.
Especial atenção deve ser dada aos músculos dos membros superiores e inferiores, com suas atividades opostas de extensão e flexão. É muito importante saber relaxar os braços quando andamos e as pernas quando sentamos. Os hábitos de mover as pernas, os pés, as mãos ou os dedos, além de revelarem tensão nervosa, constituem dispendio de energia, perfeitamente dispensável.
Quando andamos, também, não é necessário manter todo o corpo em tensão. Basta que as pernas se movam. Além de proporcionar menor cansaço, tal providencia permite maior harmonia e leveza de movimentos. Nota-se, especialmente, a diminuição de fadiga, quando assim se procede, no subir escadas. Parece que não participamos do movimento, confiando apenas aos membros inferiores a tarefa de locomover-nos.
Quando nos dedicamos à concentração, certas condições devem ser preenchidas, para que aquela possa ser eficazmente conseguida. É comum verificarmos que, em ambiente de recolhimento e concentração, pessoas movimentam-se incessantemente, estalam os dedos, suspiram, produzem estalidos com as unhas sentem vontade de tossir, ou manifestam contrações nervosas incompatíveis com a tranqüilidade que tal ambiente demanda.
Tudo isso se deve à ausência de relaxamento. Precisamos, pois, como preparação a nosso estudo espiritualista, aprender a relaxar. Passear o nosso pensamento por todo o corpo, da cabeça aos pés, sentindo que todos os músculos estão em repouso, frouxos e plácidos. Conseguindo o domínio do físico, poderemos, então, dominar os corpos mais sutis, o que permitirá maior eficiência nos exercícios de concentração e meditação a que nos dedicarmos.
Esclarecida a relação entre o relaxamento e a concentração, diremos algumas palavras sobre os perigos da meditação, quando não é bem orientada. Um deles é a congestão cerebral provocando a inibição da circulação sanguínea, com a tensão do delicado tecido do cérebro. O estudante deve abster-se de meditar quando note o menor sintoma de cansaço. O sistema nervoso, de modo geral, também é atingido. Algumas pessoas sentem sonolência, excitabilidade, estado de tensão e desassossêgo, contrações nervosas dos membros, dos dêdos, dos olhos, depressão e diminuição da vitalidade e modos de nervosismo, que variam conforme a natureza e o temperamento de cada um.
Se disciplinarmos a nossa vida mais inteligentemente, se estudarmos com mais cuidado o problema da alimentação, se respeitarmos as horas destinadas ao sono com mais determinação, se trabalharmos com mais  parcimônia e menos impulsivamente (não importa quão elevado seja o objetivo), obteremos melhores resultados e os Irmãos Maiores poderão contar com auxiliares mais eficientes, na obra de servir ao mundo.
Ophelia Guimarães,  in Correio Rosacruz/junho-julho/59
Fonte: http://www.fraternidaderosacruz.org/og_relaxamento_muscular.htm

Share/Bookmark

3 comentários:

O Profeta disse...

Parei na viagem de rumo e estrelas
Sentei-me à beira de uma lagoa sussurrante
Um Milhafre fitou-me zombeteiro
Hesitei na procura do adiante

Na ilha há sempre uma criatura em vigília
Há sempre um feiticeiro vento
Há sempre uma flor que a alma seduz
Há sempre no acontece um mágico momento


Bom domingo


Doce beijo

Elzenir disse...

Namastê, obrigada por fazer parte de minhas releituras...gostei muito de seu blog. Bjs

Fernanda Merbach disse...

Olá, querida!

Indiquei um premio para você. Está no meu blog... :))

http://fernanda-merbach.blogspot.com/2009/10/premiacao.html

Amor, Luz e Paz!