21 de outubro de 2009



Sua mente está sempre perguntando: "Por quê? Para quê"  E qualquer coisa que não tenha resposta para a pergunta "para quê?" aos poucos passa a não ter valor para você. É assim que o amor passou a não ter valor. Para que serve o amor? Aonde ele leva você? O que se pode conseguir com ele? Ele vai levá-lo a algum tipo de utopia, a algum paraíso?
É claro que, pensando assim, o amor não tem qualquer sentido. Ele é sempre sentido.
Qual é o sentido da beleza? Você contempla o pôr-do-sol e fica maravilhado. É tão lindo... mas um idiota qualquer pode vir e perguntar: "Qual o sentido disso tudo?" E você fica sem resposta. Se não existe sentido algum, então por que fazer tanto alarde sobre a beleza?
Uma flor, um quadro, uma música ou uma poesia bonita - eles não têm qualquer sentido. Não são argumentos para se aprovar nada nem são meios para se atingir um fim. E viver consiste somente nessas coisas que não têm sentido algum.
Deixe-me repetir: viver consiste somente nessas coisas que não têm absolutamente sentido, que não têm significado algum - significado no sentido de não ter objetivo, de não levar você a lugar algum, de não o fazer ganhar nada com elas. Em outras palavras, viver é significativo por si memso.


Osho, in
Faça o seu coração vibrar
Share/Bookmark

4 comentários:

CPI-BRASIL.COM disse...

Olá SHANTI, PARABÉNS! bloge trabalho maravilhosos. Somos espíritas e ficamos encantados c/ as postagens. Abrçs e MUITA PAZ!

cristinasiqueira disse...

Oi Padma,

Sempre é muito bom passar por aqui.
Em OSHO me dissolvo no absoluto.

Namaste,

Cris

Surya-Aruna disse...

Tienes un premio en mi blog. http://aruna-yoga.blogspot.com/2009/10/premios.html
Besos

Dulce Maria disse...

Bom dia, Padma Shanti!
Sinta-se a vontade para colocar no seu blogue, a Luz e o Amor devem ser compartilhados.
Um abraço com muita luz.
Namastê.