3 de janeiro de 2010





BIOGRAFIA DE LAHIRI MAHASAYA

No dia 30 de setembro de 1828, no auspicioso sétimo dia da lua cheia de dasahara, enquanto os aldeões de Ghurani, na sagrada terra de Nadia, em Bengala Ocidental, estavam imersos em êxtase no culto à Mãe Divina Durga, o Senhor Shiva abençoou Gourmohan e Muktakeshi com um filho divino. Nas antigas escrituras e na literatura Védica, Rajarshi Janaka foi famoso por sua extraordinária habilidade de permanecer espiritualmente puro enquanto levava a vida majestosa de um rei, mas Shyamacharan Lahiri foi além, vivendo como uma alma liberada enquanto levava uma vida mundana na sociedade moderna.
Shyamacharan Lahiri foi encarregado por Maharaja Babaji de liberar tanto os santos quanto os chefes de família através das técnicas fáceis e simples do Kriya Yoga. Sob a competente orientação de seu erudito pai, de sua piedosa mãe e do olhar vigilante de Maharaja Babaji, ele se desenvolveu como um  Auto-realizado ser divino, estabelecido em sthitaprajna e sabedoria. A sua interpretação e análise das escrituras indianas e ocidentais foram baseadas na sua realização pessoal da essência delas, ao invés de uma análise intelectual.
Lahiri Mahasaya uniu-se pelos laços do matrimônio a Kashimoni, a filha de Mahamahopadhyaya Pundit Devanarayan, um conhecido erudito de Kashi. O casamento deles foi um esplêndido jogo divino do Todo-Poderoso — a grande união do Senhor Shiva com a Deusa Durga.  Lahiri Mahasaya enfrentou todas as adversidades mundanas com um sentimento de desapego interior e equanimidade. Quando Kashimoni tentava chamar a sua atenção para isso, o seu refrão era, “Com certeza, o Senhor Vishwanath que sustenta o universo, pode manter uma família pequena”. Ele permaneceu calmo durante uma situação difícil de grave aperto financeiro que enfrentou enquanto trabalhava para o departamento de engenharia militar de obras públicas. O desapego da riqueza e das propriedades foi uma característica inconfundível de sua vida sem ostentações.  
A busca espiritual de Lahiri Mahasaya atingiu o ápice quando ele foi transferido para os Himalaias. Foi lá, em Ranikhet, que ele se encontrou com o guru imortal, Maharaja Babaji. Materializando um magnífico palácio de ouro, decorado com incontáveis jóias deslumbrantes e todo o tipo de pedras preciosas, Maharaja Babaji iniciou Lahiri Mahasaya em todas as técnicas sagradas e secretas do Kriya Yoga. Lahiri Mahasaya ficou muito satisfeito em atingir tal inconcebível progresso na realização de Deus. De acordo com as instruções de Maharaja Babaji, ele voltou para casa para cumprir com os deveres mundanos de um chefe de família exemplar. Ele se tornou um iogue perfeito e realizado, capaz de mostrar igualmente o caminho da liberação para os chefes de família, brahmacharis e iogues. A notícia de suas conquistas espirituais se espalhou, atraindo para ele devotos e seguidores de todas as condições sociais.
O jogo divino dos milagres do Siddhi iogue Lahiri Mahasaya era interminável. Embora tivesse um corpo físico, ele também era sem forma. Materializando-se em mais de um lugar ao mesmo tempo, ele realizava o seu trabalho. Magnânimo e gentil, salvou miraculosamente a vida de muitos discípulos e atraiu verdadeiros buscadores como a doçura e a fragrância das flores fascinam as abelhas. O seu estado de perfeito equilíbrio e sabedoria ficou evidente quando, imperturbável, ele continuou a fazer um discurso sobre a Bhagavad Gita enquanto os membros de sua família pranteavam a morte de sua filha.
O mahasamadhi de Lahiri Mahasaya aconteceu no dia 26 de setembro de 1895, o dia do ritual mahastami da Mãe Durga. No momento em que entrava na morada eterna de Deus, ele disse: “Aqueles que praticam esse Kriya Yoga imortal jamais perecerão ou ficarão órfãos. Ao receber de Maharaja Babaji esse grande e imortal Kriya Yoga, eu o ressuscitei nesse mundo. No futuro, se disseminará para todas as casas e o homem avançará gradualmente ao longo desse caminho para a última liberação. O caminho da salvação estará sempre aberto para a humanidade. É chegado o momento da minha partida. Ainda que este corpo físico seja destruído, o guru eterno estará sempre com vocês”. As agendas, interpretações, discursos e a vida exemplar de Lahiri Mahasaya permanecem como testemunhos de sua sabedoria insondável e realização espiritual.
Fonte: http://www.kriya.org/about__guru.php?id=2&lang=3



Share/Bookmark

Nenhum comentário: