27 de janeiro de 2010




Quando compreendido no sentido mais literal, o amor é um, entre os poderes específicos da alma, manifestado especialmente através das emoções. Quando, porém, é definido em seu sentido mais amplo, o amor é a luz e o "espírito" da vida, que transforma os estados de potencial em realidade, desenvolvendo e abrindo completamente todos os variados poderes da alma.
Neste sentido, o amor não é apenas uma qualidade específica da alma, mas um poder geral, presente na escala completa de propriedades intelectuais, emocionais e intrínsecas da psique humana.
Esta luz do amor é a Luz Divina, cujo ímpeto para criar o mundo e os meios que usou ao fazê-lo é o amor. Aí repousa o segredo da Luz.
Dessa maneira, o amor é a força criativa ou fluxo de energia que vêm de Deus até a "realidade". A carência de amor é, por analogia, um estado de trevas, com tudo que a imagem de trevas e carência, melancolia e depressão representam.
(Desconheço o autor)



Share/Bookmark

2 comentários:

Joana disse...

Muito bom o texto. É mesmo isso. :)

Beijocas

alegria de viver disse...

Olá querida
Gostei do texto, amor é o maior sentimento de todos.
Com muito carinho BJS.