13 de junho de 2010

CURA ESPIRITUAL



(...) A cura espiritual é a entrega do Ego, é despir-se de sua própria vontade, é desmanchar sua auto-imagem, é colocar-se a serviço superior, é obedecer as ordens do Espírito, aceitar a sua Missão. A cura espiritual é desejar a outro o que deseja para si mesmo, é não fazer a outro o que não quer que façam a si, é amar o próximo como a si mesmo e a Deus acima de tudo.
Vamos ver como pode ser isso. Vamos aprender juntos:
1. Desejar a outro o que deseja a si mesmo - Todos nós desejamos paz, amor, saúde, felicidade, uma vida saudável e digna. Mas não podemos almejar acumular riqueza, pois sabemos que ela gera a pobreza; então, para seguir esse ensinamento cristão, devemos almejar que todos tenham o mesmo que nós. E isso significa que quem tem mais dinheiro deve ajudar aos que têm menos. Os mais inteligentes devem distribuir sua inteligência, gerando condições para que todos usufruam dela. Mas o que vemos? O predomínio do egoísmo, da ganância, do cada-um-por-si, do não-tenho-nada-a-ver-com-isso... Todos afirmam querer viver em paz, mas muitos criam as guerras, fabricam armas, produzem e vendem filmes e jogos de "brincadeiras" que promovem a violência. Todos dizem ansiar por segurança, mas criam a miséria, os bolsões periféricos das grandes cidades, usam drogas e incentivam o tráfico, bebem e fumam e dão esse exemplo para seus filhos. Grande parte da humanidade diz uma coisa e pratica outra, acredita numa coisa e faz outra, pensa uma coisa e sente outra.
2. Tratar ao outro como quer ser tratado - Todos querem ser bem tratados e recebidos, por exemplo, numa loja, numa repartição pública, num médico, em todos os lugares. Ninguém gosta de ser tratado com desdém, às pressas, sem consideração e respeito. Por que, então, muitas pessoas recebem os outros mal, quando não for do seu interesse, não dão a devida atenção, a não ser quando a pessoa que chega seja alguém "importante"? No nosso meio, quase todos se dizem cristãos, a maioria de nós pertence a uma Religião cristã, ou seja, acreditamos em Jesus, mas podemos dizer que tratamos aos outros como queremos ser tratados? Uma grande parcela das pessoas acredita em Jesus mas não segue seus ensinamentos.
3. Amar ao próximo como ama a si mesmo - Quem aconselhou isso é aquele cara que as pinturas representam como loiro, cabelos compridos, olhos claros, geralmente com um ar triste, caminhando, curando, ou pregado na cruz, sangrando, pedindo a Deus que perdoe seus algozes porque eles não sabiam o que estavam fazendo. E nós sabemos o que estamos fazendo? Vamos fazer um exercício de memória: Quantas vezes por mês nós vamos na nossa Igreja ou Templo? Para quem nós rezamos? Para Deus e o Seu filho Jesus. Muitos de nós rezamos diariamente, alguns até mais de uma vez por dia. Para quem? Para Deus e Seu filho Jesus. O que nós queremos? Que Deus e Jesus nos amem, nos aceitem, nos perdoem. Pedimos paz, pedimos saúde, pedimos felicidade, pedimos sucesso. Nós amamos ao nosso próximo como a nós mesmos? Está bem, não somos Jesus. Nós tentamos amar ao nosso próximo como a nós mesmos? Sim, ao nosso próximo. Quem é o nosso próximo? "Nossos" pais, "nosso" cônjuge, "nossos" filhos, "nossos amigos", sempre os "nossos". Mas Jesus não disse: Amai seus pais, seu cônjuge, seus filhos, seus amigos, como ama a si mesmo, e, sim, ao próximo... E quem é o próximo? Além dos "nossos" próximos, que aí é fácil, é quem está ao nosso lado no ônibus superlotado, é quem está no carro da frente andando devagar quando estamos com pressa, é o mendigo na calçada que nós fingimos que não existe, é o torcedor do time adversário, é o partidário de outro partido político, é o soldado de outro país que o nosso país está em guerra... E Deus e Jesus lá de cima só nos olhando, aguardando pelo nosso crescimento, pela nossa evolução do estágio infantil no qual ainda nos encontramos. Não chegamos ainda nem na adolescência da humanidade, na fase adulta então...
4. Amai a Deus sobre todas as coisas - Deus é Perfeição, Amor, Paz, Luz, Harmonia, Serenidade. Amar a Deus é querer sentir mais amor no nosso coração, mais paz nos nossos pensamentos, mais luz nos nossos sentimentos, mais harmonia nas nossas palavras, mais serenidade nas nossas ações. O que é querer ser perfeito? É não mentir, não roubar, não trapacear, não enganar, não fingir, não fumar, não beber, não usar drogas. O que é querer sentir mais amor no nosso coração? É procurar ser mais suave, mais tranqüilo, mais amoroso, mais carinhoso. O que é querer sentir mais paz nos nossos pensamentos? É não desejar o mal, não pensar em se vingar, não arquitetar planos para prejudicar alguém.
O que é querer ter mais luz nos nossos sentimentos? É procurar não sentir mágoa, irritação, sentimento de rejeição, solidão.
Amar a Deus sobre todas as coisas é amar a Perfeição em nós, é querer, novamente, ser perfeito.
Mauro Kwitko
Fonte: www.luzdaserra.com.br  

Share/Bookmark

Nenhum comentário: