22 de junho de 2010

O PODER DA DOENÇA



Todos os que estão doentes saibam que a doença jamais teria alcançado o poder que tem hoje se o homem não tivesse se afastado da proteção natural contra as doenças, ou seja, as plantas curativas do campo. E mais, para aqueles que realmente desejam se curar, não há doença que possa resistir ao poder do antídoto que pode ser encontrado na flor adequada e que a doença não terá mais o poder de persistir na presença da planta correta, da mesma forma que a escuridão não pode permanecer num aposento em que as janelas foram abertas para a luz do sol.
Não obstante termos esquecido as curas da Natureza, e pago pesadamente através da enorme quantidade de doenças existentes hoje, a Natureza nos espera pacientemente e temos de voltar para ela, para encontrar o alívio para os nossos sofrimentos.
Há milhares de anos a Humanidade sabe que as plantas silvestres podem curar suas enfermidades e através das eras os nomes daqueles que tinham o verdadeiro conhecimento da cura pelas ervas ainda são lembrados por nós.
É simplesmente porque substituímos o método natural pelo método humano que estamos sofrendo. Temos apenas de retornar a ele para nos libertarmos dos nossos problemas. Na presença do método da Natureza, a doença não tem qualquer poder; todo medo, toda depressão, toda desesperança podem ser postos de lado. Não há doença que em si mesma seja incurável.
Por serem plantas da Natureza, elas tratam as nossas naturezas. Não importa se é nossa mão, nosso pé, nossa cabeça ou qualquer outra parte de nosso corpo que está doente e também não importa qual o tipo de doença que temos. É porque há alguma coisa errada em nossa natureza que a doença nos ataca e é esse algo errado que as flores corrigem, não apenas curando nossos corpos, mas tornando-os mais saudáveis e felizes e trazendo alegria a nossas vidas.
Assim para acharmos a flor de que necessitamos, não podemos ficar pensando na doença que temos: se é severa ou leve, se começou há poucas horas ou há muito tempo. Tudo o que temos a fazer é encontrar o que está errado em nossa natureza e tomar a flor correspondente.
É impossível ficarmos doentes a menos que estejamos em desarmonia com nossa verdadeira natureza. Mas qualquer que seja a condição oculta por nossa preocupação, qualquer que seja a falha, isso não tem importância porque estes remédios nos ajudarão a corrigi-la, curando assim a causa base de nossa doença e trazendo de volta a saúde física e mental.
Edward Bach, extraído do livro A terapia floral

Share/Bookmark

Um comentário:

Rejane-Enajer disse...

"Muito amor no coração por todos e nenhum apego por ninguém " ADOREI!!
Bom São Joaõ
BJSSSSSSS