17 de agosto de 2010

YOGA É MUITO MAIS



O corpo físico é a nossa base. A prática do Yoga começa pelo corpo físico. Apenas começa. Tomamos como base o corpo físico, que é o que mais facilmente percebemos de nós. Podemos vê-lo, tocá-lo, com nossos sentidos mais grosseiros, e, ainda assim, muitos vêem ou sentem seu corpo físico muito superficialmente.
A prática do Yoga conduz a um aprofundamento de como ver o corpo, de como melhor senti-lo, como encarar suas limitações, as possibilidades de superá-las, reconhecer suas boas qualidades e como melhor utilizá-as.
O Yoga vai mais além do corpo. A prática do Yoga toma o corpo como porta de entrada, porém vai muito mais além. Pois, nós não somos o corpo.
As células do nosso corpo vão sendo substituídas e, em sete anos, são outras em sua totalidade. Seu corpo é outro a cada sete anos. Você já não tem o corpo da infância, nem da adolescência. Mas você é a mesma pessoa. O corpo é como uma veste que troca. É como um veículo que nos transporta. É como uma tela, um monitor que expõe o que vem de dentro – de dentro do HD e o que vem da rede quando estamos conectados. O Yoga lhe dá conhecimento a respeito do monitor, dos programas arquivados em seu HD e também de toda a Web, se você se mantém conectado. Para tanto, só depende da nossa persistência na prática e da nossa atenção à compreensão da parte filosófica. Por isso é conveniente ter a assistência de um instrutor versado nos dois âmbitos.
Partindo do corpo como porta de entrada, o Yoga adentra para a parte sutil do Ser, do indivíduo, verdadeiro Eu, atendendo às diversas camadas que nos compõem.

A respiração e os corpos sutis
O elemento intermediário entre o corpo denso e os sutis é a Respiração. O Yoga utiliza amplamente esta ferramenta, o que propicia benefícios físicos como a ampliação da capacidade respiratória, melhor oxigenação, melhor eliminação de resíduos, além de dar acesso ao controle energético – emocional – mental.
O corpo menos denso, logo após o físico, em nossa viagem de interiorização, é o Corpo Vital, onde circula a energia vital – PRANA – pelos diversos canais ou Nadis, que são como rios, por onde flui a energia.
É preciso que esse fluir seja sem obstruções para que tenhamos saúde física, emocional e mental. A prática do Yoga promove a desobstrução dos canais, estimula o funcionamento, alinha e harmoniza os Chakras – rodas, centros, vórtices de energia. Mais sutil, indo mais intimamente, é o Corpo Emocional, onde se processam os sentimentos e emoções. A filosofia e a prática do Yoga nos recomendam e nos incentivam a descartarmos todo tipo de sentimento e emoção negativos, que nos fazem muito mal; e cultivarmos os positivos, que nos fazem muito bem.
Em seguida, vem o Corpo Mental, onde se processam os pensamentos (que também refletem sentimentos e emoções). A mente é um instrumento valioso, se bem utilizado. Ela deve ser dominada, como se controlássemos as rédeas dos cavalos atrelados à nossa carruagem; caso contrário, os cavalos desembestados nos levarão ao precipício.
A mente controlada é nossa melhor amiga. Descontrolada, torna-se o pior inimigo, e a respiração é um instrumento disponível eficaz para esse controle. Só depende de treino, persistência na prática. A prática do Yoga atua proficientemente nesse controle.

O Yoga vai mais além
Mais sutil que a mente, é a inteligência, nosso Corpo Búdico.
A inteligência é como o cocheiro da carruagem, é quem deve dirigir, ser o comandante das rédeas – a mente. É um elemento de grande valor. Como condutor, a inteligência deve ser exercitada. Deve estar sempre acordada, na ativa, alerta. E se não a exercitarmos ela fica “fora de forma”, adormecida, como que entorpecida e, então, não agiremos com bom senso, não teremos bom discernimento, não faremos boas escolhas, titubearemos nas decisões.
O Yoga – prática e filosofia – nos dá as orientações adequadas para ativar a inteligência.
E o mais sutil de todos os componentes é a Consciência. Esta é a qualidade principal do nosso verdadeiro Eu, nossa essência, o que realmente somos. O objetivo último do Yoga é expandir a Consciência e, no cumprimento desse propósito, todas as camadas ou componentes anteriormente citados são altamente beneficiados. O Yoga propicia a união, o equilíbrio, a harmonia de todos os componentes do Ser.
Prana-vallabha Devi Dasi
Fonte: http://www.naturoverda.com.br     

Share/Bookmark

3 comentários:

walnelia disse...

Deixo minha Luz em forma de prece e agradecimento pela oportunidade de estar aqui,todos os dias lendo e aprendendo sempre...
Obrigada,querida Pat.
bjs
Wal

Vida*** disse...

Paz,Luz,Proteção. Vibrações Positivas. Namastê.

Universalistas disse...

Namaste!

A cada dia que passo por aqui vou ficando mais fã, excelente blog com excelente conteúdo!

Muita luz, paz e amor!!

Eduardo Levi