5 de setembro de 2010

OLHAI OS LÍRIOS DO CAMPO


Contemplai os lírios do campo como crescem…
Existe uma profunda atividade entre o homem espiritual e a Natureza.
É que na natureza subconsciente opera diretamente a grande inteligência Cósmica da Divindade, ao passo que no consciente humano opera apenas a pequena inteligência telúrica.
A natureza, reflexo direto do espírito divino, não revela vestígio de cuidados, de afobação, de nervosismo, não visa determinado resultado, mas procura realizar com a máxima perfeição cada uma das suas obras.
Em nossas selva tropicais, desabrocham, cada dia,milhões e miríades de flores, prodígios de formas e cores – e morrem pouco depois para serem substituídas por outras maravilhas, sempre novas, através de milhões de séculos e milênios.
Quem as vê? Quem as admira? Quem as aplaude?
Ninguém.
As maravilhas da natureza não nascem para serem elogiadas, não são belas para serem vistas – mas por causa da própria beleza. Toda sua razão de ser é intrínseca, não tem finalidade extrínseca.
Quando o homem ultrapassa a zona de sua consciência egoística e interesseira, e entra no universo de seu espírito cósmico e desinteressado, então realiza, conscientemente, o que a natureza fez inconscientemente.
Huberto Rohden

Share/Bookmark

Nenhum comentário: