1 de dezembro de 2010

AMAR É COMPARTILHAR



Uma vez perguntaram a um grande kabalista do século 18: “Como saber se alguém nos ama?”
Sua resposta: “Quando esse alguém conversa e compartilha com você. Proporcionalmente a quanto a pessoa compartilha, esse é o tanto que ela nos ama.”
Em outras palavras, existe uma correlação direta entre quanto compartilhamos e o amor que sentimos dentro de nós.
Se existem pessoas em sua vida que são importantes para você, não assuma que elas sabem disso. Temos que ter certeza de que quando elas realmente necessitem de nós, estaremos ao seu lado. Não podemos estar com todo mundo,o tempo todo, vinte e quatro horas por dia. Mas temos que pedir ao Criador para assegurar que estejamos disponíveis nos momentos em que realmente essas pessoas precisem de nós, nas melhores ou nas piores situações.
Vocês sabem como é frustrante quando realmente precisamos de alguém especial com quem compartilhar e escutamos a secretária eletrônica. E vocês também sabem como é bom quando ligam e a pessoa atende. Ela está ali para lhe ouvir. Ela escuta e permite que você seja franco, sem fazer qualquer tipo de julgamento. Seu coração está aberto para você, não importa o que aconteça.
Queremos ser capazes de transmitir esse sentimento para os outros tanto quanto possível. E por haver momentos em que verdadeiramente não poderemos estar disponíveis, temos que ter certeza de que estaremos presentes e abertos nas outras ocasiões.
Esse é o mínimo que gostaríamos de ter para nós mesmos.
Quando precisamos de alguém, queremos que essa pessoa esteja disponível. Quanto mais ela estiver presente, mais saberemos que estamos próximos um do outro. Quanto mais amamos alguém, mais compartilhamos com essa pessoa. Tão simples quanto isso.
Logo, a chamada para ação é: esteja presente nos momentos importantes das pessoas que são importantes para você.
Yehuda Berg
Fonte: http://siriusmagna.blogspot.com/  

Share/Bookmark

Nenhum comentário: