26 de dezembro de 2010

CONTROLAR SEU DESTINO NO ANO NOVO



Peça a Deus que o ajude a realizar todos os bons propósitos e resoluções  que estiver fazendo agora para o Ano Novo. Decida-se a fazer exatamente o que resolveu e, em nenhuma circunstância, permitir que os antigos maus hábitos o obriguem a voltar atrás. Analise-se. O que aconteceu com suas boas intenções e nobres ambições do ano passado? Deixou que morressem por falta de vontade dinâmica de realizá-las? Tome a firme decisão de evitar a repetição dos velhos erros no Ano Novo. Planeje seu tempo. Decida que não será um autômato, dirigido pelo mundo e por seus próprios hábitos; não é esse o caminho para a verdadeira felicidade. Você precisa mudar; deve ser capaz de mudar. Um vago desejo de mudar não basta. Você é hoje o que fez de si mesmo, e pode ser o que quiser, mas precisa usar a força de vontade. Mais limitadoras que os muros de pedra são as grades da prisão do hábito. Mas você pode se libertar! Decida agora fugir do cárcere dos hábitos e correr para a liberdade. Por que os hábitos são tão fortes desde a primeira infância? Porque foram trazidos de vidas passadas. Nossos estados de ânimo são linhas traçadas pelo carma passado no gráfico da vida. Todavia, nós podemos superar características indesejáveis. A mente humana é elástica. Se você a esticar gradualmente, ela cederá. Mas você nem mesmo tenta. Deus nos deu poder mais que suficiente para superar todas as provações e deficiências da vida. Vocês são potencialmente um filho de Deus. Não tem de adquirir nada; só precisa saber. Tentar ser milionário nesta encarnação é realmente muito mais difícil do que ser um autêntico  filho de Deus. O ambiente terreno  é tão limitador que muita gente morre sem ter chegado a ser o que queria. Mas é possível conhecer Deus em uma vida, porque você não tem de adquiri-Lo; Ele já é  seu. Quando você resgata sua divindade, tudo lhe pertence. Hábitos são enxertos em nossa natureza real, a de Espírito sempre livre. Os erros de uma vida inteira podem ser corrigidos hoje. Neste Ano Novo, tome a decisão de perceber que, embora como homem mortal você tenha certos hábitos, como ser divino é livre. Por que mentir a você mesmo? Por que imputar-se erros do passado? Deve destruí-los. Do contrário serão enxertos na árvore da vida. Não permita isso. Afirme sempre: "Sou filho de Deus. Eu e Deus somos um". Toda forte resolução que tomar com grande determinação pode logo se tornar um hábito. Por que não conseguiria fazer o que quer, guiado pela razão? Você deve tentar. Fora com todos os seus defeitos! Reexamine o que fez no passado. Tome a decisão hoje e saiba que nunca mais fará isso. Tudo que tentei com força de vontade deu certo. E dou-lhe a esperança de também ter sucesso, se você decidir. Deus lhe deu o poder de dinamitar suas dificuldades. "Cuidado com as montanhas, saiam do caminho ou serão abaladas e derrubadas, hoje!" Essas palavras são de uma canção de um grande swami.  Em outra parte ele cantou: "Atrelo à carruagem destinos e deuses!" (Swami Ram Tirtha). Aprenda a discernir neste Ano Novo: examine todo impulso que surgir, para ver se deve basear nele as ações subseqüentes. E quando a razão indicar determinada conduta, não permita que o destino ou os deuses fiquem em seu caminho. Mas se descobrir que está errado, mude de idéia. Algumas pessoas são tão teimosas que não querem admitir que estão erradas. Mas é preciso ser guiado pela razão, não pela vontade cega. Se, depois de raciocinar calmamente, você decidir que é correto o que vai fazer, então ninguém deve poder impedi-lo. Você precisa compreender que é filho de Deus. Decida que não será dirigido pelo ego, escravizado a velhos hábitos. Limitações e imperfeições temporárias do corpo e do cérebro não podem atrasá-lo; assim que der o veredicto e decidir firmemente ser uma nova pessoa, você mudará. De hoje em diante, você deve dizer: "Não sou escravo do corpo. Sou o ditador de meu próprio reino. Meus pensamentos serão exatamente como quero que sejam."
Depois que mudar seus hábitos, dirá a você mesmo: "Como foi simples! Como fui cruel comigo mesmo, deixando de substituir hábitos que embruteciam a alma por aqueles que trazem felicidade."
Paramahansa Yogananda, in
 A eterna busca do homem 

Share/Bookmark

2 comentários:

LUCONI disse...

Querida Patricia, este blog é mesmo um bálsamo de luz, linda e expressiva mensagem, muita sabedoria, beijos Luconi

Marcelo Maluf disse...

Salve, Patrícia! Estejamos ainda mais irmados no amor e na fé em 2011!
Salve seu "Luz da Alma".
Com amor,
Marcelo