1 de dezembro de 2010

CULTIVANDO A LIBERDADE



Para mim não existe felicidade sem liberdade. E a liberdade não nos é dada por ninguém: nós mesmo temos que cultivá-la! Quando nos sentamos , andamos, comemos ou trabalhamos, cultivamos a nossa liberdade. A liberdade é o que praticamos todos os dias. Não importam quais as condições ou em que lugar nos encontramos: se tivermos liberdade, seremos felizes.
Tenho muitos amigos que estiveram presos em campos de trabalho forçado, mas como conheciam a prática, não sofreram tanto. Na verdade, a força espiritual deles se tornou mais forte, o que me deixa muito orgulhoso.
Quando falo em liberdade, estou me referindo à liberdade relacionada à angústia, à raiva, ao desespero. Se há raiva dentro de nós, precisamos transformá-la para poder ter de volta a liberdade. Se estamos desesperados, precisamos reconhecer esta energia e não permitir que ela nos oprima. Todas as pessoas precisam praticar para transformar a energia do desespero e conquistar a liberdade que tanto merecem - a liberdade em relação ao desespero.
Podemos praticar a liberdade em qualquer momento da vida. Cada passo que dermos pode nos ajudar a reivindicar a liberdade. Cada respiração pode nos ajudar a desenvolver e cultivar a liberdade. Quando nos alimentamos, devemos comer como pessoas livres. Quando respiramos é importante respirarmos como pessoas livres. Isso é possível em qualquer lugar.
Thich Nhat Hanh

Share/Bookmark

Nenhum comentário: