6 de fevereiro de 2011

CHAKRAS DOS ANIMAIS - PARTE II


CHAKRAS PRINCIPAIS DO GATO

O gato por ter Doze Chakras Principais, pode ser um veículo para “aspirar” energias negativas do ambiente. Por esse motivo precisa de tantas horas de sono por dia – para repor, refazer as energias perdidas.
“Estudos de laboratório em animais de zoológico e selvagens revelam que a quantidade de sono não está relacionada à classificação taxonômica (de acordo com a história evolutiva) dos animais: o período de tempo de sono dos diferentes primatas se sobrepõe extensivamente ao dos roedores, que se sobrepõe ao dos carnívoros, e assim por diante nas várias ordens de mamíferos. Se a correspondência evolutiva não determina o tempo de sono, então o que o faz?
A extraordinária resposta é que o tamanho é o maior determinante: animais de grande porte simplesmente necessitam dormir menos. Os elefantes, as girafas e os grandes primatas (como os humanos) requerem relativamente pouco sono, enquanto ratos, gatos e outros animais pequenos passam a maior parte do tempo dormindo. A razão está aparentemente relacionada ao fato de animais de porte pequeno apresentarem valores metabólicos mais altos e temperaturas corporais e cerebrais mais altas que animais de grande porte. E o metabolismo é uma ação confusa que gera radicais livres - produtos químicos extremamente reativos que danificam ou até matam as células. Altas taxas de metabolismo, portanto, provocam um prejuízo maior às células e aos ácidos nucléicos, gorduras e proteínas neles contidas.
Os danos por radicais livres aos vários tecidos do corpo podem ser tratados pela substituição das células comprometidas por outras novas, produzidas pela divisão celular; porém a maior parte das regiões no cérebro não produz um número significativo de novas células após o nascimento. O hipocampo, envolvido com o aprendizado e a memória, é uma exceção importante. O baixo índice do metabolismo e a temperatura do cérebro registrados durante o sono não REM aparentemente proporcionam uma oportunidade para recomposição do dano causado durante a vigília. Por exemplo, as enzimas normalmente ocupadas com a manutenção podem ser direcionadas para o reparo. Ou enzimas velhas, elas mesmas já alteradas por radicais livres, podem ser substituídas por outras recém sintetizadas e estruturalmente perfeitas”. “Porque dormimos” por Jerome M. Siegel.
As glândulas do gato são muito semelhantes em termos de localização às do cão. Não existem mais glândulas. Pelo fato de haver mais Chakras, pode-se perceber que o gato é um ser energético especial.
Os Chakras Cardíacos fazem um triângulo. Um dos pontos (verdes) está perto do Coração, outro do Timo e outro da Medula Dorsal.
Pontos Amarelos – o mais dorsal está na região do rim e um pouco do pâncreas.
Ponto Branco: ali fica o Plexo Braquial que é uma encruzilhada de nervos, linfonodos e vasos sangüíneos.
O gato possui:
1- Um Chakra Básico;
2- Um Chakra Sacral;
3- Dois Chakras do Plexo Solar;
4- Três Chakras Cardíacos;
5- Dois Chakras Laríngeos;
6- Um Chakra do Terceiro Olho;
7- Um Chakra Coronário;
8- Um Chakra Braquial; esse chakra foi descoberto pela terapeuta de animais Margrit Coates. Está localizado em cada lado do pescoço, abaixo do ombro.
Pode-se acessar todo o campo energético do animal rapidamente, colocando a mão sobre esse Chakra.  Anatomicamente esse Chakra acessa o Plexo Braquial de Nervos, uma importante rede de inervação da cabeça, pescoço e peito.
Por ele também se pode acessar todos os outros Chakras, o que é útil no tratamento de um animal muito nervoso que não tolera ser tocado em qualquer outro lugar.
Em animais muito sensíveis pode-se fazer o tratamento somente pelo contato com esta área.
O Corpo Etérico, que rodeia o corpo dos animais, está situado muito perto do corpo físico, e é composto de uma matriz de energia - ele segue a mesma forma que o corpo do ser humano/animal, e é o projeto para o corpo do ser humano/animal.
Os Chakras, e o Corpo Etérico podem ficar bloqueados, o que afeta a entrada de força de vida e determinados centros de energia.
A doença é geralmente percebida nos corpos sutis antes de se manifestar no corpo físico - os centros de energia, e o campo bioelétrico já mostrarão sinais de fraqueza, blocos ou rombos de energia.
A Medicina Ocidental passa muito tempo tratando o corpo – porém o tratamento com a Medicina Vibracional é muito importante, como prevenção.
Martha Follain
 www.floraisecia.com.br
Obra Registrada na Biblioteca Nacional -  Nº registro: 467.531 Livro: 880 Folha: 279

Share/Bookmark

Um comentário:

Cris Tarcia disse...

Patricia, fiquei encantado com o lugar, pena que é muito longe, mas quem sabe um dia!!!
Beijos