6 de janeiro de 2012

COMO PROTEGER-SE


 Edward Robert Hughes

Toda a gente quer sentir-se protegida. Acreditamos que assim ficamos mais calmos e relaxados e dessa forma nos sentimos mais à vontade. Sempre que nos sentimos seguros, com uma pessoa em particular, ou num determinado lugar, dizemos que nos sentimos em casa? O que é que significa sentirmo-nos em casa? Estar em casa significa sentirmo-nos seguros. Todos queremos isso. Sentirmo-nos totalmente em casa, significa sentirmo-nos totalmente em segurança.
Como é que é possível obter um sentimento de casa absoluta? No amor encontramos essa casa absoluta? Graças ao amor, protegemo-nos menos. Quanto mais amor tivermos, menos protegidos necessitamos estar. Se temos menos amor, as nossas defesas aumentam. Quanto mais nos protegemos, mais problemas temos. Ao percepcionarmos mais os problemas, mais os encontramos. Quando temos mais amor, protegemo-nos menos e isto significa que temos menos percepção dos problemas e por consequência encontramos menos problemas. Quando não nos protegemos tanto, tornamo-nos totalmente seguros. Portanto, não se protejam; esta é a melhor proteção. Se criamos mais proteções é porque temos mais inimigos. Se nos protegemos menos, então, é porque temos menos inimigos.
Por que razão vos digo: não se protejam? Porque naturalmente estamos muito seguros. Vivemos, e é esta a nossa natureza. Estamos seguros por natureza. A nossa natureza é ela própria segurança? Mas quando começamos a protegermo-nos, saímos do nosso estado natural e tornamo-nos um estranho. Ao tornamo-nos um estranho, tornamo-nos diferentes dos outros. Tornamo-nos especiais. E quando nos tornamos especiais temos mais inimigos e mais problemas. Não se proteger significa ser normal? Ser normal significa não ser diferente dos outros. Isto também significa que iremos ter menos problemas com os outros.
O método chave de nos tornarmos totalmente seguros é não nos protegermos. Esta é a melhor maneira de estar protegido. Quanto mais protegidos quisermos estar, mais inseguros nos sentiremos, mental e psicologicamente, por isso, não se protejam. Não há registro em todo o planeta, de alguma história, em que alguém tenha conseguido proteger-se de tal forma, que tenha encontrado um lugar seguro e aí se tenha sentido completamente em segurança. Não há conhecimento disto.
Sejam como um yogi.
Sabem, meus amigos, ao dizer: Não se protejam, é sabedoria louca. Mas se se protegem, isso é uma estupidez. Façam a vossa escolha! Querem ser loucos ou querem ser estúpidos? Os Yogis dizem: - Tu pensas que sou louco e eu penso que tu és louco. Mas eu estou louco de amor e tu estás louco de sofrimento?
Se queremos ser felizes, também precisamos ser loucos. A felicidade vem com a loucura. Mente louca, sem medo. Este é um grande método para libertar a mente. Libertem-se do medo e sintam-se seguros. Pensam que sou eu o louco? Ou são vocês que estão loucos?
Ha!Ha!
Tulku Lama Lobsang

Share/Bookmark

Nenhum comentário: