10 de fevereiro de 2012

A MISSÃO DE CADA UM

Angela Ferreira

Muitas vezes, procuramos nossa missão desesperadamente e não a encontramos. Entretanto, ela pode já estar manifestada, bem à nossa frente, nas coisas que fazemos, nos amigos que acalentamos, nos filhos que educamos, nas pessoas que dependem do nosso trabalho ou que com ele se beneficiam, etc... É possível que uma pessoa seja um Mestre no plano interno, que tenha ascendido e que a sua missão esteja voltada para a realização de tarefas aparentemente simples como as citadas acima. Considera que todos os que estejam em uma semelhante situação de conflito podem ser beneficiados espiritualmente pelas resoluções positivas de apenas uma pessoa, por sintonia.É preciso saber que muitas pessoas, que sentem suas vidas inúteis ou pouco produtivas no aspecto espiritual, não conseguiram atingir ainda a compreensão de que não é somente no plano físico que se vive ou aprende. As maiores lições são aprendidas no intervalo entre encarnações, sendo a encarnação, para muitos, penas uma "contemplação", um mergulho necessário no plano físico denso. Alguém que, pode ter uma vida voltada para a busca espiritual, mas "sem resultados" aparentes, pois é apenas um período de teste da persistência e da fé. Fé que deve ser a permanente companheira de alguém que está nesta situação. Para todos existem períodos que se assemelham a este. Pode ser no período de desencarnado que o verdadeiro aprendizado ocorra e que as faculdades adormecidas despertem. Pode ser neste período que a verdadeira natureza espiritual do ser apareça e sua vida, enquanto encarnado, pareça insignificante no aspecto de manifestação do espírito. Por isso, determinados insights são importantes, para reforçar a fé e permitir que a retidão no caminho perpetue-se. Uma vida simples e sem comprometimentos maiores, seja com a espiritualidade ou com a manifestação dos fenômenos relativos a ela, significa um período de assimilação de determinadas características, quase sempre reforçadas pela leitura, pela devoção e pela fé, aliadas a uma profunda compreensão do sentido de entrega da personalidade ao Eu Superior.  Esperar pelas manifestações ou forçar o aparecimento delas, na maioria das vezes tranca o desenvolvimento destas pessoas. Devem, com esforço, manifestar o bem, com práticas mais horizontalizadas, como a caridade, em vez de tentarem despertar fenômenos. A aquisição de dons psíquicos não significa uma aproximação de níveis superiores. Grandes auxiliares para sublimar as características da personalidade são os hobbies. Quando as pessoas se dedicam a algum trabalho, a um lazer,  a uma causa que lhes possibilite uma entrega total, essa entrega causa nelas uma entrada em meditação, um estado de felicidade, de encontro interno, onde as reflexões e as meditações se tornam auxiliares no processo de auto-descobrimento. Podemos dedicar uma vida a um trabalho de escrita ou arte, sabendo que jamais atingirão o sucesso material, mas que o fruto será o crescimento pessoal. Não será um trabalho com fins lucrativos, mas com uma meta maior de reconhecimento interior. Erasmo de Roterdan, em "O Elogio da Loucura", expressa que o homem deve procurar e manifestar, plenamente, a sua loucura particular. Esta loucura é a sua real meta, o seu objetivo de vida. Seu sonho mais profundo. No entanto, pode-se concluir, em uma breve e singela avaliação do mundo, que o homem pode assumir essa loucura, mas escolhendo entre dois tipos de expressão da mesma: assumir a loucura do mundo e atuar nela, ou transformar a sua loucura em loucura divina e verdadeiramente percorrer o caminho da vida espiritual. O homem, então, ou vive no mundo, expressando sua loucura particular ou transforma sua loucura em santidade. São dois caminhos opostos e apenas um o tornará feliz, realizado, integrado!
em MOINTIAN, páginas 356-358
Fonte: http://despertarmonadico.blogspot.com/

Share/Bookmark

Um comentário:

Talita disse...

Olá
Gostei muito da postagem, em especial da frase "Grandes auxiliares para sublimar as características da personalidade são os hobbies" . Eu nunca havia pensado desta forma, e é extremamente gratificante quando nos entregamos a algo do qual gostamos, e desta forma o bem simplesmente brota, sem grandes sacrificios.

Paz