18 de novembro de 2012

TODOS TENTAM MATAR O TEMPO E NINGUÉM QUER MORRER




Gostaríamos de não sentir o tempo, porque com o tempo sentiríamos a sua limitação. Com a limitação, quem olha para dentro do nosso tempo é a morte. Ela é o verdadeiro limite do nosso tempo. Preferimos matar o tempo com futilidades e coisas banais do que olhar nos olhos da morte. Mas somente quem aceita a morte há de perceber e viver conscientemente seu tempo.
A  morte nos mostra o que realmente interessa. Não podemos levar, nem sucesso, nem nossos haveres e nem pessoas que amamos. Só podemos estender nossas mãos vazias a ela. Cientes da morte, podemos viver resignados, mantendo uma distância correta das coisas. Nosso trabalho, nossos bens, as pessoas que nos cercam, tudo recebe sua medida exata. Viver com a morte significa também viver conscientemente e bem no presente, sentir o que é a vida em última análise: um presente. Não se trata de uma conquista nossa.
O tempo vivo só é benéfico para quem percebe a morte.
Morto se torna o tempo quando a morte é reprimida.
Anselmo Grun
Fonte: http://aquiloqueacredito.arteblog.com.br/687977/Anselm-Grun/


Share/Bookmark

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...