19 de outubro de 2014

OUVIR CURA

 
A sensação de estar incompleta, que é a força motriz por trás de todas as mudanças em todos os lugares. Da economia, ciência, tecnologia, política, social, cultural e até religiões são movidos pelo mesmo sentimento. Para ser honesto,  a sensação de estar incompleto é o maior sinal dos buracos da alma. Por causa dessa sensação, muitas pessoas procuram soluções de fora para cobrir os buracos da alma.

De buraco em buraco
Desde o início, quando o conceito de comunidade é formada, a sociedade se destina a cobrir os buracos da alma. Alguns dos assuntos humanos certamente estão cobertos pela existência de comunidade, mas é difícil negar que a sociedade também cria um monte de novos buracos. Olhe para a existência de bens de consumo. Por um lado, ele cobre alguns buracos de desejos. Por outro lado, cria novos furos que tendem a ser maiores ao longo do tempo.
Aprendendo com os países bem desenvolvidos, onde tais desejos são altamente cumpridos, a tendência não está ficando mais saudável. No Japão e na Coréia, onde as pessoas são tão competitivas, a taxa de suicídio aumenta continuamente. Segundo Mary Pipher em "The Shelter of Each Other", em 1990, 72% dos americanos não conhecem os seus vizinhos. (...) A triste consequência disso, é mover o ser humano  de um buraco para  outro. E não há sinal de quando esses buracos podem ser totalmente cobertos.

Comunidade dos Ouvintes
Cada amigo que passou um longo tempo ajudando pessoas com transtornos psiquiátricos vai entender, o que a maioria precisa para cobrir os buracos da alma é alguém que pode ouvir profundamente. Kristina Nobel que passou uma infância muito triste, no norte da Inglaterra, uma vez disse: "O que nós precisamos para curar uml ferimento profundo da alma é uma pessoa que escuta". Portanto, depois de ter sucesso na vida, então ela passou muito tempo no Vietnã ouvindo um monte de vítimas da guerra. Infelizmente, o progresso econômico, a ciência, a tecnologia em todos os lugares faz com que cada vez menos as pessoas  desejem dedicar sua  vida a ouvir os outros.
Antigamente, quando muitas mulheres se tornaram donas de casa, havia alguém em casa para ouvir. Hoje em dia, em casa, escola, escritório, mesmo na comunidade espiritual e religiosa  é  muito raro alguém disposto a ouvir. Todo mundo quer ser escutado. Como resultado, podemos ver almas sedentas e secas em todos os lugares. Como experimentam muitos curandeiros, conversa é uma forma de troca de energia. Trocamos energia na conversa. Como resultado, a escuta é a cura. Não é só a cura da pessoa que é ouvida, ela também cura aquele que ouve. Aquele que é escutado se recupera, porque há a sensação de jogar o lixo fora. Aquele que ouve é curado porque experimenta uma vida significativa e útil.
Isso é o que possivelmente acontece quando um ouvinte aprende a ver os lados sofrimento da vida. Aquele que incorpora profundamente os lados do sofrimento da vida, em seguida, dá à luz a compaixão. Como experimentam por muitos curandeiros, quando a energia da compaixão é usada para ouvir os outros, há efeito de cura imensa.

Saúde e O Todo
Referindo-se ao conceito de psicoterapia centrada no cliente pelo psicólogo Carl Rogers, em que compreendemos nossas vidas melhores do que os terapeutas,  ajudar uma pessoa numa conversa de cura faz com que continuamente ela cave a si mesma. A tarefa de um curador é só ouvir enfaticamente. Faz alguém mais rico e mais profundo no dia a dia, tanto do lado de quem ouviu como de quem escutou.
Depois de ter passado muito tempo ouvindo lá fora, em seguida, há um desejo de ouvir dentro. Ouça a voz da infância, ouvindo os sentimentos reprimidos desde o início, ao ouvir as mensagens dos sonhos, a audição para o choro do inconsciente, como raiva e mau humor. A maioria das pessoas foger dessas vozes interiores, é por isso que elas não conseguem curar-se. Mas ao ouvir profundamente essas mensagens internas, não há assunto doloroso. Tendo sucesso de ouvir dentro, então existe a possibilidade de ouvir o todo (completude). Inclua nesta audição a voz da terra, árvores, pássaros, nuvens, sol, lua, estrelas, etc
Depois de terminar esses três estágios de ouvir (exterior, interior, todo), então pode-se entender a opinião do físico David Bohm, que há muito estava escrito em "Saúde da ordem implicada", no qual a palavra curar vem da palavra inteira (completude). Somente aquele que atingir a totalidade (integralidade) pode ser totalmente curado. Às vezes isso é chamado de iluminação. E ouvindo, como descrito acima,  ajuda muito no caminho da total cicatrização

Fonte: http://www.bellofpeace.org/articles/listening-is-healing.html#more-394

Share/Bookmark

Um comentário:

ANTONIA LUZIA MENDES disse...

Boa tarde, adorei o seu blog visite o meu e me dê algumas dicas para melhora-lo. Amei ele é muito lindo adorei as paisagens.

Antônia Luzia

http://liguagemdeumaalma.blogspot.com.br/