17 de fevereiro de 2015

A IMPORTÂNCIA DO FÍGADO NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA



Na medicina tradicional chinesa, a boa saúde é mantida através da nutrição de diferentes órgãos durante as diferentes estações do ano. Na primavera, quando os brotos verdes emergem do solo previamente congelado e os botões de flores aparecem nas árvores, é hora de considerar o seu fígado.
Os entendimentos da medicina chinesa sobre a função dos órgãos são complexos, e vão além das atividades químicas dos órgãos. No entanto, as regras são claras. De acordo com o Nei Jing, um tratado fundamental de bem-estar e doença da antiga China, “Aqueles que desobedecem as leis da primavera, serão punido com uma lesão no fígado”.
Então, quais são as “leis da primavera”? Liderança, crescimento e um espírito tranquilo.
Líder da Primavera
Em muitas culturas antigas, a primavera representa um novo começo – tempo para a limpeza e a renovação que dão ritmo ao resto do ano. Na medicina chinesa, o fígado também assume um papel de liderança decisiva, como a de um general do exército que dirige as forças de todo o corpo.
Idealmente, esse fígado geralmente é sábio: responde adequadamente às mudanças e promove o equilíbrio, o crescimento e um fluxo livre de energia por todo o corpo.
“O general toma as decisões sobre onde devemos ir para colocar a nossa energia”, disse Mary Rogel, Ph.D., acupunturista e fitoterapeuta em Chicago, e editora do Oriental Medicine Journal. “A energia vem de outro lugar, mas é o fígado, o general, que decide quando usá-la, onde usá-la, e o quanto usá-la.”
Um general doente ou lento traz o caos: as tropas não têm sentido, e os resultados não passam de estagnação e frustração. Na medicina chinesa, um fígado estagnado pode causar problemas em qualquer parte do corpo e levar a uma grande variedade de sintomas, como inchaço ou inflamação nas articulações, tensão nos músculos, má digestão, desequilíbrio hormonal e erupções cutâneas.
Ao tratar de alguns pacientes, Rogel diz ter que lidar, antes de qualquer outro procedimento, com problemas de fígado.
“Às vezes, há pacientes que chegam com dores no corpo todo – mal dá para tocar na pessoa e é muito difícil começar a tratá-los”, disse ela. “Todas essas pessoas, na minha experiência, possuem desequilíbrio no fígado, e uma vez que eu sano tal desequilíbrio, eu posso então tratá-las como qualquer outro paciente.”
Uma menopausa difícil também demonstra o papel crítico de liderança do fígado. A produção hormonal de cada mulher diminui naturalmente com a idade, mas para algumas, a transição é difícil. De acordo com Rogel, quando um general competente ajusta o corpo de acordo com as alterações hormonais, os sintomas desaparecem.
“Se você vai lá e limpa o fígado, os sintomas da menopausa desaparecem, e você não tem que fazer nada com os hormônios”, disse ela. “Você não precisa seguir a abordagem da medicina ocidental, que faz substituição de hormônios, tudo que você precisa fazer é limpar a bagunça para que o fígado possa cuidar das coisas.”
Cuidados gerais
A medicina moderna vê o fígado como um filtro – purifica o sangue,  metaboliza hormônios, toxinas e vírus mortos; separa o útil dos problemas.
Várias tradições com ervas medicinais visam limpar esse filtro com plantas verdes e ácidas. Curiosamente, estas plantas tendem a crescer na primavera.
“É como se a natureza estivesse nos dizendo que é hora de fazer uma limpeza”, disse Rogel. “Limpe todos os restos acumulados durante todo o inverno, quando costumamos comer alimentos pesados, e faça as coisas circularem novamente.”
As folhagens azedas, como o dente de leão e a labaça, são remédios para o fígado, reconhecidos e utilizados em todo o mundo. O famoso sabor azedo do ruibarbo, do limão e do vinagre servem para um propósito similar. Há algo no gosto azedo que ajuda o general a clarear a cabeça.
Espírito tranquilo
O fígado é um líder, mas como o corpo está sempre mudando, o general não pode ser demasiadamente rígido. Se a nossa ambição não for temperada pela vibração leve da primavera, os problemas podem surgir.
Entre os extremos do inverno e do verão, a primavera tem um espírito mais descontraído, e nós também, quando temos um fígado saudável.
Mas quando o nosso caminho fica bloqueado, as coisas não saem do jeito que queremos, nossa ira se inflama, e isso pode afetar negativamente o fígado. Segundo a medicina chinesa, o fígado é particularmente sensível à emoção, e a raiva intensa ou prolongada pode danificá-lo.
Ressentimento, frustração ou sentimento preso também podem gerar estagnação no fígado ao longo do tempo. De acordo com Rogel, alguns pacientes podem traçar problemas de saúde com uma única explosão de raiva.
Outras coisas que prejudicam o fígado incluem álcool, exposição a substâncias químicas tóxicas, óleo hidrogenado e outras gorduras de má qualidade, excesso de açúcar e uso de drogas.
Para manter o fígado em sua melhor forma, você deve comer muitas verduras, beber água com limão e adicionar raiz de cúrcuma em sua culinária. Para obter um remédio específico que cure o desequilíbrio do fígado, visite um acupunturista ou fitoterapeuta local.
Conan Milner


Share/Bookmark

Um comentário:

Luma Rosa disse...

Eu achava que o fígado gostasse de açúcar, talvez pq quando alguém tem hepatite, ela fica liberada para comer "suspiros"... Ou isso é mito?